A vida do livreiro A.J. Fikly, de Gabrielle Zavin

Imagine um livro que traduz todo o amor que você sente pelos livros? Esse foi o download (2)sentimento que senti durante a leitura de A vida do livreiro A.J. Fikly, de Gabrielle Zavin. Eu sei que não costumo ler livros em que não conheço o autor, mas sempre me encanto com histórias sobre livros.

A.J. Fikly é um homem solitário que acaba de perder sua esposa em um acidente de carro e vê na literatura a única forma de sobreviver. Ele parece ser o último livreiro que se importa com cada livro da livraria de uma pequena cidade do interior chamada Alice. Mas coisas inesperadas como a perda de um livro valioso, a chegada de um bebê e um grande amor surgem de repente…

 A Island Books é o lugar perfeito para quem ama livros. Durante a leitura sonhei em estar passeando pelos seus corredores e em ter longas conversas com o livreiro mais culto que já vi. A ausência da pessoalidade das pequenas livrarias é algo que aos poucos está se perdendo, mas somente os verdadeiros amantes dos livros sabem a importância de lugares assim.

E o protagonista? Tem como não amar A.J. Fikly? A cada capítulo, há uma indicação de leitura junto com alguns comentários feitos pelo livreiro para sua filha, agora adolescente. Apesar de parecer pouco simpático no início do livro, aos poucos o leitor apaixona-se cada vez mais pela forma como o protagonista vê os livros, a forma como ele vira dono da livraria, seu amor por mulheres que ama livros, a forma como cuida da sua filha e como faz uma pequena cidade que não tinha o hábito virar leitora com seus clubes de leitura e encontros com escritores.

A vida do livreiro A.J. Fikly não é um marco na literatura mundial, nem uma obra-prima da prosa, mas fez com que eu me emocionasse e lembrasse da importância da Literatura na minha vida. Definitivamente, virou um xodó!

1 comentário

  1. Devolvendo minha vontade de ler. ❤
    Gente! Passei uns dias afastada dos livros porque ando com tanto problema que sei lá! Mas ler tuas resenhas trouxe de volta aquela luz (só os livros me salvam ❤ ). Tenho medo de histórias com livrarias desde que li "O segredo das coisas perdidas" hehe, mas vou arriscar. Estou com esse e com "Um livro por dia" aqui. 😀

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s